Cenario Rural

Demanda patinando pressiona para baixo os preços do leite e derivados

leite (1)

Os preços do leite pago ao produtor caíram pelo segundo mês consecutivo. Apesar da produção em queda nas principais bacias leiteiras, a demanda fraca na ponta final da cadeia tem ditado o rumo do mercado.

Considerando a média ponderada dos dezoito estados pesquisados pela Scot Consultoria, a queda foi de 1,5% no pagamento realizado em fevereiro, que remunera a produção entregue em janeiro, na comparação mensal.

Mesmo com os recuos no primeiro bimestre de 2021, o patamar atual está 37,4% acima do registrado em igual período do ano passado. A preocupação, no entanto, é com os custos de produção da atividade, que seguem elevados e apertando a margem do produtor.

Com relação a produção de matéria-prima (leite cru), o volume captado em janeiro/21 caiu 0,3% (média nacional). Ainda que o volume captado tenha caído desde o pico de produção, em dezembro/20, os níveis atuais estão acima dos verificados de julho a novembro do ano passado e, em relação a janeiro de 2020, o volume foi 6,8% maior este ano, com as pastagens em melhores condições com as chuvas mais regulares e em maiores volumes desde o início.

Leia a notícia na íntegra no Scot Consultoria

Fonte: Scot Consultoria

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *