O volume de negócios referentes ao mercado do boi gordo tem tido uma reagida nos últimos tempos. Os preços da arroba seguem firmes, de acordo com pesquisa realizada pela equipe do Cenário Rural. A arroba na região de Goiânia e Sul do estado vem sendo negociada por R$ 133,00 a vista e R$135,00 a prazo, na região do Sul do Tocantins vem sendo negociada R$ 131,00 a vista e R$ 134,00 a prazo, já a praça de  Araguaína teve uma boa reagida nesta semana, está sendo negociada por R$ 133,00 a vista e R$ 135,00 a prazo.

A expectativa é que esses preços sigam em aumento ou permaneçam até meados de Setembro/Outubro onde a procura fica maior que a oferta. 

Assim como observado na semana anterior, a oferta de boiadas vem ditando o rumo das cotações. Com escalas de abate em ritmo constante, muitas indústrias compram para esta semana.

Comparando a média de preços do boi gordo para as 32 praças pecuárias pesquisadas pela Scot Consultoria referente ao mesmo período de 2017, a cotação da arroba do boi gordo subiu 10,6%.

Mas sera que subiu?

Essa alta está atrelada à menor oferta de animais neste ano em comparação com julho do ano passado. As indústrias estão com mais dificuldades de comprar grandes lotes, devido ao menor número de animais do primeiro giro de confinamento e de pasto. Além disso, em 2017 o mercado ainda sentia os reflexos da operação Carne Fraca.

No mesmo período em 2015 o mercado operava com valores acima de R$138,00 na região, onde se tinha oferta, onde o custo da produção era mais baixo, onde o produtor tinha convicção que seu trabalho estava sendo desenvolvido e trabalhava para crescimento.

Atualmente vemos “dizeres” no aumento da produção, mas não contamos o aumento no custo operacional, a mão de obra escassa, as burocracias e aumento de impostos que sofremos atualmente. Podemos ainda ressaltar, que esse valor da arroba em 2015 era sem o chamado FUNRURAL.

Então ainda pergunto, realmente o mercado está reagindo?