No barco do agronegócio consigo ver muitos de nós, mas remando em sentidos opostos, com intensidade diferente e com remos de tamanhos diversos. Cada um tem seu próprio norte (e não teima não, a bússola é minha).

 

Você quer ir para onde?

Brincadeiras a parte, parece que o país inteiro age da mesma forma, como se esse comportamento estivesse se sedimentado, e tornando cada vez mais difícil visualizar um horizonte. Mas existem grupos de pessoas que devido à exaustão causada pela maré desfavorável conseguiram ver adiante e enxergaram no cooperativismo uma alternativa econômica, que além de salvadora e ética, socialmente responsável, democrática e livre.

Isso mesmo, você entra se quiser e mesmo com remos de tamanhos diferentes o barquinho corta as águas que é uma beleza. A cooperativa não possui fins lucrativos, ela trabalha em prol do cooperado e esse sim é o grande privilegiado, quer seja na compra, em preços muito mais acessíveis, quer seja na venda em conjunto atingindo patamares e fechando contratos que sozinho jamais conseguiria. Mas a grande sacada, a meu ver, é o fortalecimento da classe na região, que passa a ser um investimento a longo prazo no seu próprio negócio, pois além de promover a solidez do seguimento, traz garantias futuras, diminuindo as incertezas e resultando em qualidade, traz garantias futuras, diminuindo as incertezas e resultando em qualidade de vida.

A troca de informações, as parcerias e assistência técnica são outros fatores relevantes que alicerçam o desenvolvimento das atividades. Um grande exemplo palpável e acessível é a VALLECOOP, estabelecida em Araguaína há algum tempo.

Atualmente são quase 500 cooperados, na maioria pequenos produtores com diferentes perfis. Destes, um grupo de cerca de 120 cooperados vêm desenvolvendo um trabalho na pecuária leiteira, fornecendo (por enquanto) 10 mil litros de leite/dia. Todo leite produzido é armazenado em resfriadores de inox até sua coleta, mantendo assim a qualidade do produto. Todo o processo é devidamente assistido por uma equipe de profissionais altamente capacitados que efetivamente acompanham o dia-a-dia no campo. Mais do que isso, os cooperados neste programa estão menos susceptíveis às variações negativas de preço, devido as políticas adotadas junto aos laticínios.

A VALLECOOP também conta com uma loja de produtos veterinários e insumos agrícolas onde o cooperado adquire o que necessita sem desembolso imediato, podendo saldar seu débito com o próprio crédito de leite. A cooperativa está aberta para fomentar qualquer atividade agropecuária de interesse de seus cooperados.

O cooperativismo é realmente uma alternativa a favor de quem realmente produz e acredita que a união faz a força, por isso produtor traga seu remo e navegue em águas mais calmas, onde os bons ventos sopram favoravelmente.