Por Marcio Cotini

 

A enorme quantidade de informações é capaz de levar quem não tem conhecimento a defender pontos de vista absurdos.

O mercado por si só já é especulativo, mas hoje o alarme descontrolado colabora com as cotações.

Onde já se viu um grupo acreditar que poderiam impedir toda uma logística para viabilizar o transporte de mais de 25,000 cabeças de gado, em pé, para exportação.

Já imaginou quantas pessoas trabalharam para isto? Quanta documentação e burocracias para que tudo esteja nos conformes?  Quantas taxas e impostos?  O transporte de toda uma frota de caminhões? Sem contar que tudo isso é com consentimento do Ministério da Agricultura.

Realmente, são pessoas que vivem em redes sociais e se alimentam apenas disso, não sabendo o que é a vida no mundo real.

Bom seria se um grupo desses fosse proibido de zarpar em seu cruzeiro marítimo para as ilhas gregas ou impedidos de decolarem em seus aviões, pois descobriram que no lanche que será servido abordo: a castanha – está com teor de sódio acima do recomendado.

Eu quando presencio esses absurdos sinto um misto de emoções: pena, raiva e uma vontade enorme de rir.

 

Vamos ao mercado!

 

Enquanto o mercado patina no Brasil, algumas praças, como Araguaína, amargam mais uma vez, uma verdadeira queda livre nos preços para o boi gordo. R$ 20,00 em 45 dias, de 145,00 para 125,00.

O Governo diz que botou o trem nos trilhos, mas com certeza essa Maria Fumaça está parada.

O consumo de carne ainda continua baixo.  É interessante notar quem está pagando o preço das quedas:

A  arroba (@) do boi gordoi: queda de 20% (preço pago ao produtor).

A carne no atacado : queda de 15%(preço que a indústria recebe).

Varejo: O MESMO!!! (preço da carne ao consumidor continua o mesmo, inclusive para os parentes daqueles que pararam o navio Nada em Santos. kkkkkkkkkk)

Se o mercado se autorregula pela oferta e procura, então, por que o preço não cai para o consumidor também?

Porque na verdade, nós consumidores, aceitamos tudo que nos é imposto quanto a preços.

Uma vez ouvi que brasileiro se acostumou a pagar caro por tudo.

A gasolina subiu!

A energia subiu!

O gás de cozinha esta nas alturas!

E o que é feito para ajudar o povo? Nada, nem uma liminar sequer.