Cenario Rural

Milho tem pouco interesse e preços caem no internacional

milho-espiga-graos-33

O milho teve pouco interesse no mercado internacional nesse meio de semana. Por isso, os preços caíram mais um pouco, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. Nos mercados asiáticos, o contrato de milho de setembro na bolsa chinesa de Dalian suavizou em CNY27/t para CNY2.586/t ($ 398,74/t). Enquanto o contrato de novembro perdeu CNY24/t e foi registrado em CNY2.552/t ($ 393,49/t).

“A oferta de milho mais competitiva no mercado de portos do sul do Vietnã foi avaliada em US$ 306/t para setembro. Enquanto as ofertas CIF Hai Phong no norte do país estavam em US$ 315,20/t para outubro. Na Ucrânia, o mercado ficou estável com ofertas a 113-115 centavos de prêmio em dezembro, contra compradores a 90 centavos a mais. Mas os traders não devem reduzir seus preços, uma vez que os bons volumes já foram encomendados e o sentimento é de alta para o milho. Entretanto, a Ucrânia mais uma vez esperar uma grande safra em todo o país”, comenta.

Enquanto isso, as ofertas de milho romeno ficaram em € 221- € 223/t FOB CVB, contra ofertas de € 216/t. “Em outros lugares, as importações de milho da União Europeia chegaram a 133.321 toneladas com quase todo o montante destinado à Holanda (113.007 toneladas). Os números da Comissão Europeia mostram que o total importado desde 1º de julho até a data atual subiu para 1,23 milhão de toneladas, uma queda de 21% com relação ao ano anterior”, completa.

“O Brasil (539.947 toneladas) continua sendo o principal fornecedor do bloco, seguido pela Ucrânia (445.373 toneladas). Para o próprio Brasil, uma série de lançamentos de dados destacou a situação atual do país, com dados de exportação mostrando uma desaceleração acentuada no que tem sido um programa de exportação vacilante até o momento”, conclui.

 

Fonte: Agrolink

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *