Cenario Rural

Ritmo dos negócios com soja segue arrastado no Brasil

soja

A comercialização da safra 2020/21 de soja do Brasil envolve 79,2% da produção projetada, conforme relatório de SAFRAS & Mercado, com dados recolhidos até 9 de julho. No relatório anterior, com dados de 4 de junho, o número era de 75,6%.

Em igual período do ano passado, a negociação envolvia 92,9% e a média de cinco anos para o período é de 78,2%. Portanto, levando-se em conta uma safra estimada em 137,19 milhões de toneladas. O total de soja negociado é de 108,59 milhões de toneladas.

No período, a comercialização evoluiu pouco e, com isso, o total negociado da safra 20/21 ficou abaixo do percentual de igual período do ano passado. Mas seguem acima da média para o período, devido à elevação consistente dos preços.

As vendas antecipadas da safra 2021/22 estão atrasadas na comparação com o ano passado, mas acima da média de cinco anos. Levando-se em conta uma safra hipotética mínima para a temporada – igual à do ano anterior -, SAFRAS estima uma comercialização antecipada de 21,5%, envolvendo 29,56 milhões de toneladas. Em junho, o número era de 19,2%

Em igual período do ano passado, o número era de 39,8% e a média dos últimos cinco anos é de 17,6%. Contudo, a primeira estimativa para a safra brasileira 2021/22 será divulgada no dia 16 de julho por SAFRAS & Mercado.

     Conab

A produção brasileira de soja deverá totalizar 135,91 milhões de toneladas na temporada 2020/21, com aumento de 8,9% na comparação com a temporada anterior, quando foram colhidas 124,84 milhões de toneladas. No entanto, a projeção faz parte do 10º levantamento de acompanhamento da safra brasileira de grãos, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Em junho, a Conab indicava produção de 135,86 milhões de toneladas.

A Conab trabalha com uma área de 38,51 milhões de hectares, com elevação de 4,2% sobre o ano anterior, quando foram cultivados 36,95 milhões de hectares. Em junho, a previsão era de 38,51 milhões de hectares. Portanto, a produtividade teve sua previsão elevada, entre uma temporada e outra, de 3.379 quilos para 3.529 quilos por hectare, com variação de 4,5%. No mês passado, o rendimento estava estimado em 3.528 quilos por hectare.

 

Por Agencia Safras

Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *